Publicado em 21, dezembro 2015

Era uma vez – Simbad

Muitas são as histórias tristes que se ouve a respeito de animais. Todas nos chocam e nos fazem sentir impotentes e frustrados. Principalmente quando esta história diz respeito ao nosso pet, nosso amigo de quatro patas ou duas, com asas, peludo, com penas, sem pelos, com crinas, enfim.

Quem já não ouviu falar de alguém que tem ou que teve um amigão (bichinho ou bichão) que veio com um defeito de fábrica” ou que se machucou feio em um torneio ou corrida? Pois é, agora vou contar para vocês a história de um deles.

Era uma vez um garoto que sonhava com seu cão Pastor Alemão. Muito procurou até encontrar um lindo filhote ao qual deu o nome de Simbad. Mas desde bem pequenino notou-se algo estranho no modo deste lindo bichinho se locomover. A veterinária, ao observar tal fato acentuar-se com o passar do tempo, recomendou uma radiografia, pois suspeitava de uma má formação óssea ou displasia coxofemural, o que resulta em dor e no caminhar estranho do animal acometido (os veterinários chamam de ataxia).

cao2


Na época foram recomendados suplementos tais como a condroitina, medicamentos homeopáticos e sessões de acupuntura para o Simbad. Posso relatar para vocês que o Simbad não entendia muito bem porque, uma vez por semana, ele tinha que ficar em cima da mesa de sinuca por meia hora todo espetado (agulhas de acupuntura). Mas como tudo é farra e felicidade para um filhote, lá ia ele para cima da mesa com seu amigo humano, a veterinária e a mãe do garoto, seu irmão humano. E ai, ai, ui, ui…. as agulhas e claro.

Como o Simbad é cheio de energia, podemos deduzir que ele melhorou muito com o método chinês e as homeopatias que vinha tomando. Já se locomovia melhor e apresentava uma fisionomia mais feliz o que indicava menos dor no seu dia-a-dia.

Mas a história não pára por aqui, pois surgiu mais uma bela oportunidade na vida deste cão afortunado. Umas tais de células-tronco foram indicadas para seu tratamento, para melhorar ainda mais! E assim, lá se foi ele para a clínica veterinária onde foi anestesiado para a veterinária retirar um pouquinho da sua gordura (não, ele não ficou mais magrinho como muitos podem pensar). Aí esta gordura foi para o laboratório onde estas tais de células foram isoladas para então retornarem à clínica e serem inoculadas na região afetada.

Processo relativamente simples que trouxe um grande benefício à vida do Simbad. Hoje, passado quase um ano do procedimento, ele mantém-se feliz, correndo com sua bola de tênis ou de futebol (sim, ele é atleta). Quanto aos medicamentos, parou de tomar as homeopatias e livrou-se das agulhas (não precisa mais subir na mesa de sinuca). Quanto ao caminhar estranho”, ainda persiste em menor grau, mas quem se importa se nem o Simbad se incomoda com isto?

Como vemos nesta história de final feliz, muitos animais com problemas considerados sérios, podem melhorar muito sua qualidade de vida e até a retornar à suas atividades normais. Vale ressaltar a importância de uma boa avaliação de cada caso para que se obtenha o resultado esperado.

Para maiores informações sobre este e outros casos entre em contato conosco. Quem sabe possamos escrever, junto com você, mais uma história feliz.

Isabel Selbach

Apoio

Rua da Várzea, 22 - Jardim São Pedro
Porto Alegre - RS
(51) 3109-5223